Dicas para resolver os 5 problemas mais comuns no Linux

 

Apesar de que as instalações linux na maioria da vezes funcionar como esperado para a maioria dos usuários. É inevitável que alguns usuários enfrentem algum tipo de problema. Imagino que seria interessante listar para esses usuários os problemas técnicos mais comuns no linux. Foi postado no linuxquestions.org (LQ) e nas redes sociais um questionário a esse respeito, e a seguir os resultados desse questionamento.

1. Wifi (rede sem fio) drivers (especialmente Broadcom chips)

Falando de forma generalizada, drivers de placas de rede sem fio e as placas Broadcom em particular, continua sendo um dos problemas técnicos no linux mais recorrente. Existe centenas de “posts”  no LQ só em 2016 e muitos mais espalhados pelos mais diversos fórum pela internet. Existem dezenas de placas Broadcom disponíveis, e muitas informações detalhadas para fazer elas funcionarem em cada uma das distribuições disponíveis, e é muito para se mostrar em somente um artigo, mas o básico para se resolver esse problema se segue nos seguintes passos:

  • Se certificar qual placa Broadcom você esta usando, com o comando lspci para descobrir o PCI ID,
  • determinar se a distribuição que você esta usando suporta a placa,
  • e se sim, identificar o modo certo para fazer a placa funcionar.

Por exemplo, se você tem a 14e4:4315 PCI ID e esta usando o Ubuntu, então você sabe que a placa BCM4312 é suportada e instalando o pacote firmware-b43-installer ela funcionara perfeitamente. Outra opção é pesquisar por uma placa que seja totalmente compatível com a sua distribuição.

2. Drivers de impressoras (em particular Canon e Lexmark)

Impressoras também continuam sendo um problema, principalmente as Canon e as Lexmark sendo citada repetidamente como sendo um problema. Se você está comprando uma impressora nova, pesquise sobre a compatibilidade dela antes. Mas se você esta migrando de um outro sistema operacional, que pode não ser uma opção. Se você esta fazendo uma pesquisa, o OpenPrint  e o canal oficial de suporte da sua distribuição são os melhores lugares para começar. Note que você tem que se certificar que todas as funcionalidades do equipamento sejam totalmente compatível, especialmente se for um equipamento multifuncional. Uma queixa comum com os drivers das Impressoras Canon é que só são encontrados somente em sites obscuros e em idiomas diferente do inglês.

3. Vídeo

Os drivers de vídeo tem suas nuances, assim como uma placa de vídeo normal funciona perfeitamente bem no linux. Mas quando se trata de placas de videos aceleradoras e as com novas tecnologias, como a Nvidia Optimus e a ATI Dynamic GPU, a instalação, a estabilidade dos drivers proprietários, o gerenciamento eficiente de energia e a hibernação e o resume seguros podem sem um problema. Mas se você não é jogador, e não precisa de placas de vídeo de ultima geração para outras utilizações e não usa notebooks, então provavelmente não precisará se preocupar com isso. Se você esta procurando por um novo notebook, se certifique em pesquisar por compatibilidade antes de comprar. Agora se você é um jogador e precisa de placas gráficas de ultima geração, você precisa saber exatamente os requerimentos que você quer e começar a procurar a partir dai. Felizmente a situação das placas de vídeo tem melhorado muito. E a situação em 2017 vai estar muito melhor.

4. Áudio

Mais uma vez, para uma simples configuração, o áudio tem sido facilmente configurado no linux durante muito tempo. Mas ultimamente para você usa-lo para produção profissional, cancelamento de eco, roteamento de áudio, unir mixagem e outras configurações mais complexas. Minha sugestão é usar uma distribuição direcionada para a edição de áudio, isso se você precisa de áudio de alta qualidade.

5. Instalação

Com uma grande quantidade de distribuições, é garantido ter um volume alto de problemas. Disto isto, eu não acho justo dizer que o linux tenha grandes problemas na instalação. A maioria das instalações ocorrem como esperado. Visto pela grande quantidade de dispositivos que o linux suporta, e devido as infinitas combinações de equipamento em que são tentadas as instalações do linux é normal que ocorra uns problemas aqui e ali. E lembre que os usuários finais raramente instalam outros sistemas operacionais, como Mac OS e Windows, pois eles já vêm pre-instalados.

O futuro parece brilhar

Outro problemas foram mencionados frequentemente como bluetooth, hibernação/resume, HiDPI e touchscreens. Você pode ver que se forma um padrão aqui, muitos dos problemas mencionados neste artigo foca nos casos de Desktop(computador de mesa). Quando você pensa sobre isso, faz sentido. Como a adoção Linux no Desktop e relativamente baixa, e com o resultado disso é que menos testes e recursos são usados para encontrar e corrigir problemas relacionados. A medida que essa migração aumente, pode ocorrer uma antecipação e um melhoramento nessas áreas.

Neste artigo, achei que seria bom mencionar para finalizar uma área costumava aparecer com frequência como uma área problemática do Linux, e hoje em dia aparece muito raramente: as fontes, alguns anos atras a obtenção de fontes de alta qualidade eram um problema. Mas com as distribuições modernas, isso não existe mais.

Quais os problemas técnicos do Linux que você achou com mais frequência em 2016? Conte-nos sobre eles nos comentários.

Fonte: opensource.com

Matias Jr., Edson de L.

Funcionário de empresa PRODAM S/A a 12 anos, graduando em Estatística pela Universidade Federal do Amazonas, entusiasta do mundo Linux e dos softwares livre.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: